Durante a pandemia, temos revisto as formas de conviver, estudar e trabalhar. Mais do que nunca, a colaboração ganhou força para que pessoas e negócios sigam firmes diante dos desafios.

Esse é um solo fértil para que possamos vivenciar na prática como a cooperação traz mais benefícios que a competição. E se as relações mudam, os documentos legais que as firmam também devem seguir esse fluxo, deixando de serem um mero papel para se tornarem guias para os envolvidos.

O prisma dos Contratos Conscientes está em sintonia com esses novos tempos. Valorizando o diálogo, a construção de consensos e a autorresponsabilidade, essa abordagem evidencia o que realmente importa: as pessoas.

Em 2020, Fernanda Guerra, idealizadora da SER Consultoria, se tornou a primeira advogada da América Latina licenciada em Contratos Conscientes. Em entrevista ao jornalista Eduardo Belo, do Valor Econômico, ela detalha os propósitos e os pilares jurídicos dessa abordagem.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tem alguma dúvida?