Prevenção e pacificação de conflitos: o cerne dos Contratos Conscientes

ashkan-forouzani-29rLpFM74PE-unsplash

Série de vídeos explana sobre os elementos-chave no processo de elaboração deste tipo de documento

O Contratos Consciente é uma abordagem de prevenção e pacificação de conflitos, e não um mecanismo de defesa em caso de discórdia. No segundo episódio da série sobre o tema, a advogada e facilitadora de diálogos Fernanda Guerra explica que um dos diferenciais desta abordagem está justamente no processo de elaboração do contrato. 

Diferentemente dos contratos convencionais, muitas vezes baseados em formatos padronizados, as cláusulas de um Contrato Consciente não são desenvolvidas visando um julgamento de uma terceira pessoa no futuro, como um árbitro ou juiz. Pelo contrário: o documento é co-construído pelas partes seguindo a lógica da auto-implicação para a resolução de possíveis conflitos. Assim, quando os envolvidos expressam claramente seus valores e escolhas, é possível selar acordos com responsabilidade e sem vitimizações. 

A opção pelo protagonismo é feita pelos envolvidos desde o princípio, para que seja possível prever em contrato soluções auto-negociadas e extrajudiciais. A harmonia, neste caso, não é um resultado. É uma escolha.

Siga a SER Consultoria:

Instagram | LinkedIn | Youtube

Tem alguma dúvida?