Saiba como o Direito pode dar suporte ao novo paradigma econômico, onde companhias são mais conscientes de seu papel e de seus impactos no mundoDurante a pandemia, temos revisto as formas de conviver, estudar e trabalhar. Mais do que nunca, a colaboração ganhou força para que pessoas e negócios sigam firmes diante dos desafios.

Na economia atual, movida pela rápida evolução, as empresas de sucesso não são mais aquelas que buscam apenas o acúmulo de capital. Elas estão abandonando os modelos tradicionais de lucro a todo custo por um plano de jogo voltado para um propósito, a fim de gerar impactos positivos na vida das pessoas e no mundo. 

Em artigo para o blog do jornalista Fausto Macedo, do Estadão, Fernanda Guerra aborda como negócios com propósito impactam positivamente o ecossistema – comunidade e planeta – em que estão inseridos. A advogada e idealizadora da SER Consultoria também reflete sobre as mudanças necessárias no modo como se costuma lidar com as relações contratuais, evidenciando que é “emergencial adotar práticas jurídicas mais colaborativas, sustentáveis e harmoniosas”.

Para ler o conteúdo na íntegra, acesse este link


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tem alguma dúvida?