A SER Consultoria co-criou um Contrato Consciente com os sócios da startup Limpp, uma plataforma de leitura de rótulos de produtos de higiene e beleza

Você sabe o que querem dizer os ingredientes das fórmulas de cosméticos, maquiagens e produtos de higiene pessoal? Para facilitar o processo de compra e tornar o consumo mais consciente, a startup Limpp nasceu em 2020. 

Comandada pelas sócias Amanda Colmenero, Mila Fraga e Marcela Rodrigues, a Limpp faz a tradução e interpretação científica de ingredientes e rótulos. Além disso, tem uma newsletter pioneira no Brasil em curadoria de novidades sobre o mercado de beleza limpa. 

O processo de fundação da startup levou quase um ano, desde o seu estágio embrionário até o lançamento da versão beta da ferramenta. O objetivo é instruir os consumidores sobre o potencial alergênico, os impactos à saúde e ao meio ambiente, de curto a longo prazo. 

Em sua base, estão os pilares do desenvolvimento regenerativo e a sustentabilidade. Foi por uma conexão com os valores que permeiam a abordagem dos Contratos Conscientes que as sócias chegaram à SER Consultoria. Conheça mais sobre o processo de co-criação do contrato societário da startup Limpp:

Quem é a startup Limpp

A Limpp surgiu durante o processo de formação do programa Gaia Education, uma referência na área de princípios e práticas para o design de projetos e comunidades sustentáveis. Amanda e Marcela se conheceram durante o processo de capacitação. Depois, foi a vez de agregar as expertises da designer Mila. 

Assim, a startup já nasceu com o intuito de aliar os âmbitos econômicos, sociais e ecológicos, a fim de tornar o mundo mais sustentável. “Trata-se de uma plataforma para que qualquer leigo possa ter noções sobre os ingredientes que constam nos seus cosméticos, de uma forma fácil, leve e esteticamente agradável”, explica Amanda.

Desafios

Em vias de lançar o protótipo do seu negócio, as sócias procuravam por uma consultoria jurídica que formalizasse o contrato social da nova empresa. Foi por meio das redes sociais que conheceram o trabalho da SER Consultoria com os Contratos Conscientes, cuja abordagem estava alinha com os valores da própria Limpp. 

Durante o processo de co-criação, identificou-se também que seria preciso estruturar um contrato de prestação de serviços que firmasse a relação da Limpp com o consultor e farmacêutico Abdon Latif. Por fim, a startup ainda necessitava de um termo de aceite e uso da plataforma que estivesse em compliance com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). A partir de 2021, a nova legislação passa a dispor sobre o tratamento de dados dos usuários, tanto nos meios físicos quanto nos digitais. 

Metodologia aplicada

De setembro a outubro de 2020, foram realizadas uma série de cinco dinâmicas com o grupo idealizador da Limpp. Conduzidas pela advogada Fernanda Guerra, as reuniões abordaram questões de governança, alinhamento de expectativas e ações para prevenção e autogestão de conflitos. 

O contrato social, bem como o contrato de prestação de serviços e o termo de aceite para os usuários, foram elaborados sob a ótica dos Contratos Conscientes, uma abordagem jurídica que desenvolve documentos legais com foco nos valores partilhados entre as partes. Além disso, conta com linguagem acessível, tornando a leitura dos contratos mais inteligível e prática para diferentes públicos. 

No desenvolvimento, foram utilizadas ferramentas como a facilitação de diálogo, a comunicação não-violenta e as constelações sistêmicas. Assim, o Contrato Consciente cria um ambiente de clareza, transparência, comprometimento e confiança entre os envolvidos, sejam eles sócios, colaboradores ou stakeholders. 

A abordagem busca inspirar uma mudança de mentalidade e uma visão mais consciente dos negócios. Os Contratos Conscientes estão diretamente ligados à onda Conscious Business, movimento corporativo que defende que as empresas vivam de acordo com o propósito, missão e valores declarados. 

Para Amanda, o principal diferencial do processo foi a co-criação do contrato, dando voz a todos os participantes. “Podemos compreender cada um dos passos para a construção. É muito positivo nos envolvermos durante todo o processo, tendo informações técnicas e jurídicas para tirar dúvidas. É interessante não ter aquele contrato fechado, que você lê dez vezes e ainda não entende totalmente”, exemplifica. “Gostamos também de poder conhecer os membros do grupo, entrando em questões que ainda não tínhamos abordado”, finaliza a sócia.  

Resultados

Próximo de sua concretização, a Limpp já nasce com a sua documentação legal alinhada com os propósitos da própria empresa. “Apreciamos o olhar humano para a construção do contrato, não apenas para o papel. Sentimos que de fato ali tinha uma pessoa olhando para pessoas, isso era importante para não termos um documento apenas para guardar na gaveta”, comenta Amanda. 

Conheça a SER Consultoria

Na SER Consutoria, orientamos indivíduos, empresas e comunidades na gestão de relações contratuais. Uma das abordagens utilizadas é a dos Contratos Conscientes, que utilizamos para aprofundar nas pessoas seus propósitos, valores, formas de ver a vida, e equacionar isso com desenvolvimento formal do documento legal. 

Fernanda Guerra, idealizadora da SER Consultoria, é a primeira advogada licenciada em Contratos Conscientes na América Latina. A certificação foi concedida pela criadora do termo Contratos Conscientes e responsável pela patente, a advogada americana Linda Alvarez, e pela profissional de referência mundial na prática da abordagem, a advogada J.Kim Wright.

Categories: Cases

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tem alguma dúvida?